Idiomas

  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto

PPGICS | Pós-Graduação:Informação e Comunicação em Saúde

Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde

Início do conteúdo

Corpo Docente


Docentes

Cristiano Siqueira Boccolini - Permanente - Linha 3

https://www.icict.fiocruz.br/sites/www.icict.fiocruz.br/files/profile_picture_boccolini_edit615.jpg

 

cristiano.boccolini@icict.fiocruz.br

 

   Currículo Lattes

 

Pesquisador em Saúde Pública do Laboratório de Informação em Saúde (LIS/Icict), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), atua também como professor colaborador do Programa de Epidemiologia em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública/Fiocruz. Bacharel em Nutrição pela Universidade Federal Fluminense, Boccolini é Mestre e Doutor (com período-sanduíche na Universidade da California - Berkeley) em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública. Possui experiência na área de Epidemiologia Social e Sistemas de Informação em Saúde, com ênfase Inquéritos em Saúde, além de Big Data e gerenciamento de grandes bancos de dados. Os temas mais recorrentes de estudo são: Saúde Materno-Infantil, Epidemiologia Nutricional, Nutrição Materno-Infantil e Aleitamento Materno, incluindo outros temas, como políticas públicas de saúde, sistemas públicos de informação em saúde e séries temporais.

 

 

Conheça as Publicações mais recentes do docente

 

- BARONI, LAIS ; SALLES, REBECCA ; SALLES, SAMELLA ; PEDROSO, MARCEL ; LIMA, JEFFERSON ; MORAIS, IGOR ; CARRARO, LUCAS ; SALDANHA, RAPHAEL DE FREITAS ; SOUSA, CARLOS ; CARDOSO, CARLOS ; PAIXÑO, BALTHAZAR ; CRUZ, SÉRGIO ; OGASAWARA, EDUARDO ; BOCCOLINI, PATRÍCIA DE MORAIS MELLO ; Boccolini, Cristiano Siqueira . Neonatal mortality rates in Brazilian municipalities: from 1996 to 2017. BMC RESEARCH NOTES, v. 14, p. 55, 2021.

 

- RODRIGUES, GLORIA PRISCILA NUNES ; Oliveira, Maria Inês Couto de ; Boccolini, Cristiano Siqueira ; SALLY, ENILCE DE OLIVEIRA FONSECA ; MORAES, JOSÉ RODRIGO DE . Avaliação do impacto de intervenção educativa em farmácias com promoção comercial de produtos que competem com o aleitamento materno. CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA, v. 37, p. e00129919, 2021.

 

- FERREIRA, ARTHUR PATE DE SOUZA ; SZWARCWALD, CÉLIA LANDMANN ; DAMACENA, GISELI NOGUEIRA ; BOCCOLINI, C. S. ; SOUZA JÚNIOR, PAULO ROBERTO BORGES DE . Validity of Self-Reported Anthropometric Measures in Estimating Obesity Prevalence in Brazil: Study with Data from the National Health Survey (PNS), 2013. Journal of Nutritional Health & Food Science, v. 9, p. 1-10, 2021.

 

- Alves-Santos, NH ; CASTRO, I. R. R. ; dos Anjos, LA ; LACERDA, E. M. A. ; Normando, P ; Freitas, MB ; Farias, DR ; BOCCOLINI, C. S. ; Vasconcellos, MTL ; Silva, PLN ; KAC, G. . Aspectos metodológicos gerais do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI-2019): inquérito domiciliar de base populacional. Cadernos de Saude Publica, v. 37, p. e00300020, 2021.

 

- Vasconcellos, MTL ; Silva, PLN ; CASTRO, I. R. R. ; Boccolini, Cristiano Siqueira ; Alves-Santos, NH ; KAC, G. . Plano amostral do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI-2019): inquérito domiciliar de base populacional. Cadernos de Saude Publica, v. 37, p. e00037221, 2021.

Projeto(s) de pesquisa:
Uso de Práticas Integrativas e Complementares no contexto da Covid -19: PICCovid

O uso da medicina complementar, conhecida como Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS), tem crescido no mundo e o Brasil é referência mundial como um dos países que possuem políticas específicas desenhadas para uso da medicina complementar. A prevalência do uso de PICS no Brasil é de cerca de 5% o que representa uma população de mais de 7 milhões de adultos. No atual contexto da Covid-19, estamos vivendo um momento de grande ansiedade e medo face às incertezas relacionadas a pandemia e suas consequências como o isolamento social, mudanças bruscas na rotina de trabalho e familiar, perdas de familiares, maior exposição dos profissionais de saúde, entre outros. Objetivo: Analisar o uso de PICS durante o período de isolamento social decorrente da pandemia do coronavírus e ante o surgimento de sinais e/ou sintomas da doença. Metodologia: Inquérito de saúde com a utilização de um questionário virtual para avaliar o uso de PICs após a chegada da pandemia do coronavírus no país, por meio do RedCap Resultados esperados: Conhecer a frequência do uso de PICs durante a pandemia do coronavirus, identificar o uso de PICs ante o surgimento de sinais e sintomas de covid e se indivíduos com doenças crônicas estão fazendo uso de PICs independente do surgimento desses sinais ou sintomas de Covid. Outro resultado esperado é o fortalecimento de uma rede de pesquisa multidisciplinar para estudo e uso de PICS no Brasil.

Painéis para avaliação estratificada da dinâmica da pandemia de Covid-19 nos diferentes grupos de risco: evolução temporal e espacial

Diferentes grupos de risco para a Covid-19 podem ter comportamentos distintos de isolamento social (e consequente taxa de incidência), podendo evoluir para complicações (hospitalizações e óbito) de forma diferente entre si. A disponibilização (mediante pedido) de dados desagregados por meio da Lei de Acesso à Informação permitiu o acesso a mais de 230 mil registros individualizados de notificações, testes, perfis individuais, morbidades, sinais e sintomas, óbitos, hospitalizações (entre outros) desde os primeiros casos registrados no Brasil. Apesar da fragmentação das bases (foram três sistemas de coleta diferentes usados desde fevereiro/2020), esses dados permitem avaliar de forma estratificada, e por meio de painéis, a dinâmica de evolução da Covid-19 entre os diferentes grupos de risco no Brasil, permitindo a elaboração de políticas direcionadas. Serão realizados painéis e análises comparativas de evolução temporal e espacial por grupo de risco, bem como analisados os fatores de risco associados à Covid-19.

Voltar ao topoVoltar