• Decrease text size
  • Size original text
  • Increase font size

PPGICS | Pós-Graduação:Informação e Comunicação em Saúde

Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde

Início do conteúdo

28/05/2020

Defesa de dissertação de mestrado de Nicole Fajardo Maranha Leão de Souza


Data: 29/05/2020

Horário: 12h (meio-dia do horário oficial de Brasília) (a sala virtual só será aberta com 10 minutos de antecedência)

Sala Virtual: https://rebrand.ly/defesas-ppgics

Não será necessário colocar senha a partir do momento em que a sala virtual estiver aberta. 

Ouvinte,favor entrar na sala virtual com microfone e  webcam desligados.

Título:  eHealth Literacy entre Jovens: estudo exploratório sobre o papel das condições socioeconômicas no uso da informação sobre saúde na internet

Orientador: Dr. André de Faria Pereira Neto (PPGICS/ICICT/FIOCRUZ)

Banca:

Titulares

  • Dr. Igor Pinto Sacramento - PPGICS/ICICT/FIOCRUZ
  • Dr. Luis Saboga-Nunes - UNL

Suplentes:

  • Dr.ª Kátia Lerner - PPGICS/ICICT/FIOCRUZ
  • Dr.ª Rosane Aparecida de Sousa Martins- UFTM

Resumo: As mídias digitais têm alterado profundamente o modo como vivemos e nos relacionamos, inclusive na área da saúde. A grande quantidade de informação disponível demanda que os cidadãos tenham habilidades que vão além do domínio instrumental dos dispositivos tecnológicos.A eHealth literacy é a capacidade de encontrar, compreender e avaliar as informações de saúde disponíveis on-line, utilizando-as para resolver os problemas de saúde. O instrumento mais utilizado no mundo para medir essa competência é o eHealth Literacy Scale (eHEALS). O objetivo desta dissertação é analisar a influência das condições socioeconômicas na eHealth literacy entre jovens brasileiros.Foi realizado um estudo de caso de caráter exploratório com estudantes do Ensino Médio de duas instituições com perfis socioeconômicos diferentes. Metodologicamente, a investigação compreendeu levantamento bibliográfico, realização de grupos focais e aplicação de questionários. As informações coletadas foram analisadas à luz da abordagem hermenêutica-dialética, a partir de representações sociais sobre saúde, Internet e informação. É sugerido que a eHealth literacy, da forma como é medida pelo eHEALS, pode ser impactada pelas condições socioeconômicas na medida em que estas podem interferir na autonomia e na autoconfiança dos jovens. São apontadas questões no intuito de fomentar a expansão da produção acadêmica brasileira sobre este tema.

 

Back to the topBack