Início do conteúdo

Eventos

Acadêmico
Semana de Abertura PPGICS 2023 - A ciência interdisciplinar e a luta pela democracia no Brasil

Dia 06/03/2023 - 09:00

LocalizaçãoSala 401 –  Campus Fiocruz Maré 

Acadêmico
Defesa de Dissertação de Mestrado

Dia 13/02/2023 - 14:00

Título: Indicadores de acurácia para avaliação da qualidade da informação em sites de HPV como forma de combate à desordem informacional 

Resumo: Hoje as novas tecnologias de informação e comunicação estão presentes na maioria das atividades realizadas por grande da população mundial. Elas permitem que seja encontrada e compartilhada uma grande variedade de informações sobre praticamente qualquer assunto, em qualquer tempo e lugar. Como consequência, a forma com que lidamos com diferentes aspectos da vida, inclusive a saúde, tem sido afetada pelas informações obtidas e compartilhadas nas mídias digitais. No entanto, o atual cenário informacional está repleto de problemas. Um deles é a qualidade da informação. Alguns autores têm dedicado sua atenção à avaliar a qualidade da informação disponível em sites de saúde. Esta dissertação tem como objetivo geral construir indicadores para avaliar a acurácia da informação em sites de HPV, uma das infecções sexualmente transmissíveis mais prevalente no mundo. Em termos de objetivos específicos, apresenta as diferentes fases da internet, mostra de que maneira saúde e internet se relacionam, realiza revisão de literatura sobre as formas de enfrentamento à desordem informacional e insere a avaliação da qualidade da informação em sites de saúde como uma dessas formas. A metodologia aplicada para a construção dos indicadores de acurácia constitui-se de seis etapas e baseia-se na Medicina Baseada em Evidências. Como resultado, foram construídos 25 indicadores, abarcando as dimensões de Prevenção e controle, Transmissão, Diagnóstico, Sintomas e Tratamento. Esta dissertação realiza ainda um diálogo com outros trabalhos brasileiros de avaliação da qualidade da informação em sites de HPV. Ela fornece uma indicação de como os indicadores construídos podem ser aplicados e apresenta duas iniciativas recentes de combate à desordem informacional. Trata-se de um estudo que oferece uma contribuição ao necessário combate à desordem informacional. Espera-se que este tema ganhe cada vez mais atenção acadêmica e social. 

Aluna: Julie Soares de Moraes Peixoto 

Orientador: André de Faria Pereira Neto (PPGICS/Icict/Fiocruz) 

Segundo orientador: Rodolfo Paolucci (ETEOT/Faetec) 

Banca: 

Titulares 

Dr.ª Kizi Mendonça de Araújo (PPGICS/Icict/Fiocruz) 

Dr.ª Májory Karoline Fernandes de Oliveira Miranda (PPGCI/UFPE) 

Suplentes 

Dr.ª Pâmela Araújo Pinto (PPGICS/Icict/Fiocruz) 

Dr.ª Tânia Cristina Oliveira Valente (PPGENFBIO/UniRio) 

Data: 13/02/2023 - segunda-feira / Horário: 14h 

 Local: Sala 402 – Campus Fiocruz Maré

LocalizaçãoSala 402 – Campus Fiocruz Maré

Acadêmico
Qualificação de Mestrado

Dia 13/02/2023 - 10:00

Título: Gripe Espanhola e Covid-19: estudo à luz de dois jornais centenários

Resumo: A proposta da pesquisa é analisar como os jornais centenários Diário de Pernambuco e O Estado de S.Paulo noticiaram a gripe espanhola, nos anos 1918 e 1919, e a covid-19, em 2020. Os dois periódicos foram escolhidos não apenas por ostentarem os títulos de centenários, mas porque fizeram a cobertura jornalística das duas pandemias, de forma a permitir diversas comparações. A principal pergunta a ser respondida ao longo do trabalho é: quais as semelhanças e diferenças no tratamento dado pelos dois jornais às pandemias de gripe e de covid-19? Com foco na historicidade dos processos comunicacionais, a intenção é identificar e compreender os sentidos, que, ao longo do tempo, emergem nos discursos jornalísticos sobre as duas doenças e podem ser reconhecidos na cobertura feita pelos dois periódicos. Entre os vários autores convidados para auxiliar nesta jornada estão Mikhail Bakhtin, Norman Fairclough e Michel Foucault, quando os temas envolvidos forem discurso, linguagem e relações de poder. Paul Ricouer, Marialva Barbosa, Pierre Nora, Maurice Halbwachs, Ana Paula Ribeiro e François Dosse são relevantes quando o debate for sobre memória, história e comunicação, três áreas interrelacionadas neste trabalho.

Aluna: Radígia Santos de Oliveira

Orientadora: Izamara Bastos Machado (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Bancas:

Titulares

Dr. Wilson Couto Borges (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Dr. Wedencley Alves Santana (PPGCOM/UFJF)

Suplente

Dr.ª Kátia Lerner (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Data: 13/02/2023 - segunda-feira / Horário: 10h

Local: Sala 402 – Campus Fiocruz Maré

LocalizaçãoSala 402 – Campus Fiocruz Maré

Acadêmico
Qualificação de Mestrado

Dia 10/02/2023 - 09:30

Título: Jornalismo de Dados na Pandemia de Covid-19: experiência brasileira além dos painéis epidemiológicos

Resumo: O estudo pretende conhecer algumas das possibilidades que foram exploradas na produção jornalística brasileira durante a pandemia de Covid-19 utilizando uma perspectiva do jornalismo de dados. Nesse sentido, adotando-se metodologias de análise de conteúdo, serão investigados os processos de análise de dados, visualização e disseminação de informações relativas à Covid-19 a partir de pautas e visualizações singulares, cuja publicação buscou oferecer subsídios à compreensão do fenômeno da emergência da pandemia. Essa discussão ocorre num contexto de disputas informacionais e políticas que se deram no país no período de 2020 em diante, marcado por desinformação, excesso de informação e, por outro lado, também a falta de acesso a ela. Busca-se aqui uma compreensão da comunicação de dados como fonte e mediadora de informação em saúde à luz de conceitos e ideias relacionadas à defesa do direito à informação, à comunicação e à saúde

Aluno: André Gonçalves da Silva Bezerra

Orientadora: Pâmela Araújo Pinto (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Bancas:

Titulares

Daniela Muzi (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Thaiane Moreira de Oliveira (PPGCOM/UFF)

Suplente

Renata de Saldanha da Gama Gracie Carrijo (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Data: 10/02/2023 - sexta-feira / Horário: 9h30

Local: Sala 710 – Campus Fiocruz Maré

LocalizaçãoSala 710 – Campus Fiocruz Maré

Acadêmico
Qualificação de Mestrado

Dia 09/02/2023 - 14:00

Título: Redes sociais digitais, sentidos e algoritmos: uma análise das campanhas de vacinação contra a Covid-19 das prefeituras de Salvador e Rio de Janeiro no Instagram

Resumo: Este trabalho é um estudo das campanhas de vacinação contra a Covid-19, feitas na rede social Instagram pelas prefeituras de Salvador e Rio de Janeiro, de junho a setembro de 2021. A pesquisa foca no entendimento de como ambas as gestões municipais utilizaram e se posicionaram na rede social e também se os gestores públicos conseguiram otimizar as publicações e ampliar o alcance na plataforma através de um reconhecimento tático de como funcionam os algoritmos do Instagram. A análise será empreendida, em primeiro plano, com o estudo dos seis posts selecionados, sob a ótica da Análise do Discurso de linha francesa e, posteriormente, com a análise das publicações quanto aos critérios de otimização dos algoritmos do Instagram. Além de discutir a importância do uso das redes sociais nas campanhas de imunização, o trabalho suscita o debate acerca da falta de transparência sobre como operam os algoritmos nas mídias digitais e os desafios e ameaças que isto impõe a campanhas de saúde pública. A pesquisa ainda propõe, em caráter complementar, um contraponto entre taxa de engajamento e qualidade de engajamento em redes sociais, através da análise dos comentários nas seis publicações selecionadas para o estudo. Com a conclusão do trabalho, espera-se contribuir com informação capaz de auxiliar profissionais de comunicação do Sistema Único de Saúde que empreendem campanhas de vacinação no ambiente digital. 

Aluno: Daniel Lyra Pinto de Queiroz

Orientador: Sandro Tôrres de Azevedo (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Bancas:

Titulares

Wilson Couto Borges (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Rose Marie Santini (IBICT/UFRJ)

Suplente

Pâmela Araújo Pinto (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Data: 09/02/2023 - quinta-feira / Horário: 14h

Local: Sala 402 – Campus Fiocruz Maré

Localização Sala 402 – Campus Fiocruz Maré

Acadêmico
Qualificação de Doutorado

Dia 19/12/2022 - 14:00

Título: Comunicação, [in]visibilidade e territorialidades da saúde em comunidades ribeirinhas de Porto Velho-RO 

Resumo: Em um mundo que se diz midiatizado, onde ser levado em consideração é ser reconhecido, e ter visibilidade – participar dos espaços públicos e interagir nos meios/dispositivos informacionais – são condições dadas para se fazer existir e reivindicar o direito de comunicar (fazer-se representar), pouca ou quase nenhuma expressividade tem alcançado moradores de comunidades ribeirinhas da Amazônia. Nesse sentido, este projeto de tese tem o objetivo de caracterizar e analisar as dinâmicas de comunicação em comunidades ribeirinhas de Porto Velho-RO, no contexto das mudanças provocadas pelo avanço da atividade garimpeira ilegal à saúde e à relação dos moradores com o território. Como recorte espacial, foram escolhidas três comunidades localizadas no percurso hidrográfico do Rio Madeira (Baixo Madeira): São Carlos, Nazaré e Calama, perfazendo um trajeto de 200 km entre Porto Velho e a divisa com o município de Humaitá-AM. São grupos populacionais que tiveram o seu surgimento ligado aos ciclos econômicos e de povoamento do Estado de Rondônia a partir da primeira metade do século XX, mas que enfrentam, na atualidade, dilemas comuns entre si como a precariedade no atendimento à saúde (dificultado pelas distâncias em relação à Porto Velho e as formas de acesso que se dão quase que exclusivamente por meio fluvial); limitações no acesso às tecnologias informacionais adequadas às necessidades e contextos locais; escassez de políticas públicas e espaços de interlocução onde possam exercer o direito à voz. O objeto empírico deverá se constituir de discursos orais de moradores ribeirinhos e trabalhadores da saúde, no contexto de mudanças provocadas em torno do garimpo ilegal à dinâmica de organização da vida, enfocando as estratégias de comunicação locais desenvolvidas pelos grupos e as relações constituídas com a saúde em seus respectivos territórios. Busca constituir-se em interface com estudos da Geografia latino-americana acerca do território e da territorialidade, para uma melhor compreensão dos fluxos de comunicação nas referidas comunidades frente aos cenários de mudanças e desigualdades sociais. Quanto à abordagem, caracteriza-se pelo método qualitativo e como instrumento de coleta de dados/informações propõe-se à utilização de entrevistas abertas/não estruturadas, articuladas a rodas de conversa e sessões individuais de “trocas de ideias”, baseadas na proposta metodológica Conversações de Inesita Soares de Araujo. 

Aluno: José Gadelha da Silva Junior 

Orientadora: Inesita Soares de Araújo (PPGICS/Icict/Fiocruz) 

Bancas:  

Titulares  

Dr.ª Janine Miranda Cardoso (PPGICS/Icict/Fiocruz) 

Dr.ª Nair Ferreira Gurgel do Amaral (DLV/UNIR) 

Suplente 

Dr.ª Kátia Lerner (PPGICS/Icict/Fiocruz) 

Data: 19/12/2022 - segunda-feira / Horário: 14h 

Sala Virtual: https://us06web.zoom.us/j/86230500564?pwd=SS9zQjlOVW0wNWVjdmp4VGMyU0FUZz09 

Senha de Acesso: 591239 

LocalizaçãoZoom

Acadêmico
Defesa de Tese de Doutorado

Dia 16/12/2022 - 09:00

Título: Midiatização da saúde: estudo de caso do Observatório de Saúde na Infância (Observa Infância)

Resumo: A centralidade que as mídias ocupam nas vidas das pessoas e das instituições é uma característica marcante de nosso tempo, que se expressa em todos os níveis de sociabilidade. Há décadas, os meios de comunicação de massa comandados por conglomerados ditam comportamentos e tendências sociais, moldam contextos políticos e econômicos, formam opinião pública, pautam – ou agendam – a sociedade. Neste início de século 21, a entrada definitiva da internet no dia a dia da maioria da população, no mundo e no Brasil, amplia a participação de pessoas comuns, desvinculadas dos centros hegemônicos que tradicionalmente concentram o poder de fala, na dinâmica de produção e circulação de sentidos. Esse cenário – exacerbado pela pandemia de covid-19 - organiza novas configurações sociotécnicas que implicam transformações profundas nas formas de se relacionar e se comunicar, inclusive no campo da Informação e Comunicação em Saúde. Com o objetivo de contribuir com a compreensão dos efeitos da midiatização da sociedade sobre o campo da Informação e Comunicação em Saúde e suas implicações sobre como as instituições sanitárias se organizam e interagem, propomos uma leitura do conceito de midiatização inspirada em autores brasileiros e estrangeiros – Verón (1993, 2012, 2014), Sodré (2002, 2017), Fausto Neto (2012), Braga (2012), Carlón (2017), Bourdieu (1989) e Hjarvard (2012) – e aplicada ao campo da Informação e Comunicação em Saúde a partir de arcabouço teórico traçado por Araújo e Cardoso (2007), Araújo (2015), Araújo e Aguiar (2017), Sacramento (2017) e Zoya e Petracci (2018). Como ponto de partida, elencamos quatro premissas que nos ajudam a compreender o fenômeno da midiatização em contextos específicos, como o da pandemia de covid-19: (1) a midiatização é um processo histórico, situado concretamente no tempo e no espaço; (2) a midiatização não se dá, apenas, pelas tecnologias em si, mas sobretudo pelas invenções sociais dadas a elas, uma combinação que altera sobremaneira a circulação discursiva; (3) na sociedade midiatizada as mídias constituem um campo social autônomo e independente, que regula o funcionamento e a interação dos demais campos sociais; (4) nesse processo, um habitus midiático se instala na sociedade, na estrutura dos campos sociais, no funcionamento das instituições e nas vidas das pessoas, atualizando a disputa pelo poder simbólico de fazer crer e fazer ver (BOURDIEU, 1989) a partir da concorrência por capital midiático. Empiricamente, desenvolvemos estudo de caso sobre o Observatório de Saúde na Infância (Observa Infância) e concluímos como as quatro proposições teóricas se manifestam nas práticas e nas disputas do campo da Informação e Comunicação em Saúde.                                                                   

Aluna: Isabel Levy Sobreira

Orientadora: Inesita Soares de Araujo (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Banca:

Titulares:

Dr.ª Kátia Lerner (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Dr. Paulo Roberto Borges de Souza Junior (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Dr.ª Nadja Maria Souza Araújo (Abrasco)

Dr.ª Cristiane d'Avila Lyra Almeida (COC/Fiocruz)

Suplentes:

Dr.ª Irene Rocha Kalil (PPGICS/Icict/Fiocruz)

Dr.ª Roberta Monteiro Raupp (RECIIS/Icict/Fiocruz)

Data: 16/12/2022 - sexta-feira / Horário: 09h

Sala Virtual:  https://us06web.zoom.us/j/85973444018?pwd=SHRjeTgrMFVXNTF3RUxGZ2IvQ3RPdz09

Senha: 164790

LocalizaçãoZoom

Acadêmico
Existe Comunicação no SUS?

Dia 15/12/2022 - 19:00

LocalizaçãoInstagram @ESPCEARA

Acadêmico
Palestra de Encerramento do Ano Letivo 2022 - Fronteiras da mobilidade no Brasil contemporâneo: comunicação e experiência

Dia 01/12/2022 - 14:00