Início do conteúdo

Teses e Dissertações

Avaliação da qualidade da informação em sites de saúde: Indicadores de acurácia baseada em evidência para tuberculose

Orientador:
André de Faria Pereira Neto
Autor:
Rodolfo Paolucci Pimenta
Segundo Orientador:
Paulo Nadanovsky
Resumo:

Há pouco tempo, para alguém obter informação, era preciso comprar um jornal, um livro, uma revista ou ir até uma biblioteca distante e pouco acessível. Hoje, a Internet disponibiliza uma miríade de informação aos cidadãos em poucos segundos. Existem inúmeros sites sobre assuntos relacionados aos temas de saúde. A diversidade de produtores de conteúdo e a possibilidade de divulgação de qualquer tipo de informação sem avaliação apontam para o problema da qualidade da informação de saúde na Internet. Para lidar com esse problema, a avaliação e a recomendação de sites considerados confiáveis têm sido realizadas por profissionais, pesquisadores e instituições pública ou privadas. Uma das principais questões nesse campo está relacionada com os critérios utilizados na avaliação de sites de saúde. O critério ‘acurácia’ é o mais utilizado. Identificamos um problema na definição desse critério que admite o consenso entre especialista como parâmetro de qualidade. O consenso não garante que seu resultado seja atual e correto. Pelo contrário, os profissionais envolvidos podem estar desatualizados. Eles podem apresentar opiniões e condutas que estejam em desuso. Assim, o objetivo desta tese foi desenvolver indicadores de ‘acurácia’ baseados nas melhores e mais atuais evidências científicas. O caso escolhido foi a tuberculose. Para construir os indicadores, desenvolvemos métodos orientados pela ‘medicina baseada em evidência’ (MBE). Apresentamos os fundamentos e as práticas da MBE que inspiraram os métodos deste trabalho. O resultado foi o desenvolvimento de 43 indicadores de ‘acurácia’ para a tuberculose nas dimensões de prevenção, transmissão, sintomas, diagnóstico e tratamento. Organizamos os indicadores em grupos segundo o conteúdo informacional das evidências como BCG, HIV, crianças, fatores de risco, tuberculoses resistentes, entre outros. Por último, utilizamos os indicadores para avaliar a página sobre tuberculose do glossário “Saúde de A a Z” do site do Ministério da Saúde. No glossário, falta muita informação e há informação incorreta. Esta avaliação reitera a importância dos indicadores desenvolvidos para oferecimento de informação de qualidade. Esperamos que este trabalho contribua para o avanço do conhecimento no campo de avaliação da qualidade da informação de saúde na Internet e para o enfrentamento da tuberculose.

Palavra-chave:
  • Medicina baseada em evidência; Internet e acesso à informação; Critérios; Indicadores de acurácia; Tuberculose
Citação:
Ano:
2020
Banca (Integrantes do PPGICS):
  • Paulo Roberto Borges de Souza Junior
  • Roseni Pinheiro
Banca (Integrantes Externos):
  • Julio Henrique Rosa Croda
  • Marco Aurelio Krieger

Voltar ao topoVoltar