• Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto

PPGICS | Pós-Graduação:Informação e Comunicação em Saúde

Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde

Início do conteúdo

O Programa

Produção, Organização e
Uso da Informação em Saúde

Dedica-se à análise de políticas, modelos, processos e práticas de produção, organização, avaliação e uso da informação e do conhecimento no campo da saúde coletiva. A partir de múltiplas perspectivas teórico-metodológicas, prioriza-se o estudo de:

  • regimes de produção, regulação e novas dinâmicas de pesquisa científica em saúde;
  • inquéritos e pesquisas nacionais de saúde;
  • repositórios, ambientes virtuais, redes sociais e sistemas de informação;
  • práticas culturais, técnicas e tecnologias;
  • linguagens, padrões e indicadores;
  • prospecção e estudos métricos em ciência e tecnologia;
  • adequação de métodos que utilizem informações dos sistemas nacionais
    e informação para avaliar situações de saúde;
  • sistematização e análise das informações para a formulação de políticas públicas
    e monitoramento da situação de saúde brasileira e seus determinantes socioambientais.

Informação, Comunicação e Mediações em Saúde

Considerando o direito à comunicação como inerente ao direito à saúde, estuda as relações entre instituições, profissionais de saúde e de comunicação e a população, em suas diversas formas de organização, em seus processos de produção, circulação e apropriação dos sentidos sociais. Dedica-se à discussão conceitual e ao desenvolvimento de metodologias que levem à melhor compreensão da natureza e das características das mediações culturais, sociais, políticas, institucionais e tecnológicas envolvidas em tais processos. Seus projetos priorizam:

  • a análise de produtos, práticas, processos e sistemas de comunicação, bem
    como de políticas públicas nesses domínios;
  • o estudo das relações entre mídia e saúde, em suas múltiplas formas discursivas;
  • a análise sobre a produção de sentidos nos novos espaços e ambientes
    de comunicação, com ênfase nos que se desenvolvem a partir de tecnologias virtuais;
  • estudos que evidenciem e ampliem a compreensão do lugar da comunicação nos
    processos sociais e nas relações de poder na sociedade, bem como a relação entre
    comunicação e produção das desigualdades sociais em saúde.

Voltar ao topoVoltar