Início do conteúdo

Corpo Docente


Docentes

Josué Laguardia - Permanente - Linha 3

 

josue.laguardia@fiocruz.br

 

 

  Currículo Lattes

 

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1989), mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1995) e doutorado em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca - ENSP/FIOCRUZ (2007). Pesquisador em Saúde Pública na Fundação Oswaldo Cruz, atualmente Josué está vinculado ao Instituto de Informação e Comunicação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT) e atua como professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde - PPGICS/ICICT.

Tem experiência na área de Saúde Pública, com ênfase em Informação em Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: registros de ensaios clínicos, avaliação psicométrica de questionários, raça e educação online. Atualmente desenvolve pesquisas nas áreas de avaliação de desempenho do sistema de saúde brasileiro e qualidade de vida relacionada à saúde.

 

 

Conheça as publicações mais recentes do docente:

 

- MARTINEZ-SILVEIRA, MARTHA SILVIA ; Silva, CH ; LAGUARDIA, J. . Conceito e modelos de knowledge translation na área de saúde. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde, v. 14, p. 225-246, 2020.

 

- SILVA, D. R. X. ; OLIVEIRA, R. A. D. ; BARCELLOS NETO, C. C. ; SALDANHA, R. F. ; RAMALHO, W. M. ; LAGUARDIA, J. ; Viacava, F. . As regiões de saúde no Brasil segundo o uso: metodologia para apoio na regionalização de saúde. Cadernos de Saude Publica, v. 35, p. 1-15, 2019.

 

- MARTINEZ-SILVEIRA, MARTHA SILVIA ; SILVA, CICERA HENRIQUE DA ; Laguardia, Josué . AS REVISÕES SISTEMÁTICAS COMO FONTES DE EVIDÊNCIAS NAS RECOMENDAÇÕES DE SAÚDE: O CASO DA AMAMENTAÇÃO E A SAÚDE DA CRIANÇA. P2P E INOVAÇÃO, v. 6, p. 133-174, 2019.

 

- PAVÃO, ANA LUIZA BRAZ ; MATTOS, SERGIO ; SILVA, ENIS ; Laguardia, Josué ; DOELLINGER, VANESSA ; CURI, ERICK ; CASALI, TOLOMEU ; TAKASCHIMA, AUGUSTO ; ALMEIDA, ARMANDO ; ALBUQUERQUE, MARCOS ; NUNES, ROGEAN . Eventos adversos em anestesiologia: análise por meio da ferramenta Logbook usada por médicos em especialização no Brasil. Revista Brasileira de Anestesiologia, v. 69, p. 461-468, 2019.
 
 
- REIS, CLÁUDIA TARTAGLIA ; Laguardia, Josué ; BARROS, CLÁUDIA GARCIA DE ; ANDREOLI, PAOLA BRUNO DE ARAUJO ; MARTINS, MÔNICA . Reliability and validity of the Brazilian version of the HSOPSC: a reassessment study. CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA, v. 35, p. 1-18, 2019.
 
Projeto(s) de pesquisa:
Avaliação de tecnologias para gestão de dados e informações para pesquisa científica

Esse projeto de pesquisa tem como objetivo principal a produção de saberes sobre a implementação e uso de tecnologias que orientem as instituições sobre a adoção das melhores práticas para a avaliação, gestão e compartilhamento de dados e informações científicas, garantindo a ampliação do seu acesso por todas partes interessadas. As principais questões que orientam as pesquisas desse projeto dizem respeito à identificação dos fatores propiciadores e limitantes no uso de ferramentas para a pesquisa em bases de dados bibliográficos, bem como a implantação/implementação de políticas e processos para a governança das políticas de dados abertos em instituições públicas de ensino e pesquisa. Dentre os aspectos a serem considerados nas avaliações estão as funcionalidades e seu atendimento às necessidades dos usuários, a facilidade de uso, a segurança e suas interfaces técnicas e jurídico-legais, flexibilidade na adaptação às demandas dos usuários, interoperabilidade com outros sistemas, inovação e mapeamento do ecossistema em que as tecnologias estão inseridas.

Avaliação do desempenho do Sistema de Saúde Brasileiro (PROADESS)

A matriz conceitual de avaliação do PROADESS considera que o desempenho do sistema de saúde brasileiro deve ser analisado em um contexto político, social e econômico que traduza a sua história e sua conformação atual, seus objetivos e prioridades. Dentro desse contexto são identificados os determinantes de saúde associados aos problemas de saúde tidos como prioritários, evitáveis e passíveis de intervenção, bem como o seu impacto em diferentes grupos sociais. A caracterização desses problemas de saúde em termos de morbidade, mortalidade, limitação de atividade física e qualidade de vida associada, conforma uma segunda dimensão da avaliação, que permitiria conhecer a magnitude dos problemas e sua expressão em diferentes regiões geográficas e grupos sociais. Esse perfil de morbi-mortalidade, que expressa as necessidades de saúde, deve orientar a estrutura do sistema de saúde (condução, financiamento e recursos), que por sua vez condiciona as possibilidades de melhor ou pior desempenho dos serviços de saúde, objeto principal da avaliação que inclui as sub-dimensões acesso, efetividade, eficácia, adequação, continuidade, segurança, aceitabilidade e direitos dos pacientes.

Voltar ao topoVoltar