Idiomas

  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto

PPGICS | Pós-Graduação:Informação e Comunicação em Saúde

Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde

Início do conteúdo

Corpo Docente


Docentes

Marcio Sacramento de Oliveira - Permanente - Linha 1

 

http://servicosweb.cnpq.br/wspessoa/servletrecuperafoto?tipo=1&id=K4769590D6

 

marcio.sacramento@icict.fiocruz.br

 

   Currículo Lattes

 

Possui Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Grande Rio (2000), Mestrado em Biologia Parasitária pelo Instituto Oswaldo Cruz - IOC/FIOCRUZ (2004), Doutorado em Saúde Pública e Meio Ambiente pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca - ENSP/FIOCRUZ (2011) e Pós-doutorado em Epidemiologia pelo Instituto de Medicina Social Hésio Cordeiro - IMS/UERJ (2021). Pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz desde 2015, atualmente é docente permanente do Programa de Pós-Graduação em informação e Comunicação em Saúde ( PPGICS) e do Mestrado em Educação Profissional em Saúde da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio - EPSJV/Fiocruz, coordena o Comitê de Ética em Pesquisa da EPSJV/Fiocruz e é membro da Comissão de Epidemiologia da ABRASCO. Tem experiência nas áreas de Educação e Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Pública e Meio Ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Profissional em Saúde, Vigilância em Saúde, Saúde Ambiental, Informação em Saúde e Gestão do Conhecimento e Prospecção Técnico-Científica em Saúde.

 

 

Conheça as Publicações mais recentes do docente

 

- OLIVEIRA, M. S.; VIANA, D. M. ; SANTANA, M. F. E. . The experience of the Professional Qualification Course in Environmental Health Surveillance: a polytechnical education proposal for SUS in Brazil. RESEARCH, SOCIETY AND DEVELOPMENT, v. 10, p. e14101220045, 2021.

 

- VIANA, D. M. ; Marcio Sacramento de Oliveira ; SANTANA, M. F. E. . Audiovisual, Saúde e Educação: limitações e possibilidades do aprendizado coletivo com adolescentes no interior do estado do Ceará. OLH@RES - REVISTA ELETRÔNICA DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DA UNIFESP, v. 8, p. 129-146, 2020.

 

- OLIVEIRA, M; SANTANA, M ; MARQUES, M ; GRIEP, R ; FONSECA, M ; MORENO, A ; MAGALHÃES, M ; PONCE DE LEON, A . Land Use Regression Model for Exposure Assessment to PM2.5 and PM10 in Rio de Janeiro, Brazil. EUROPEAN JOURNAL OF PUBLIC HEALTH, v. 30, p. v591-v592, 2020.

 

- SANTANA, M. F. E. ; Marcio Sacramento de Oliveira ; MARTINEZ, R. G. ; MARTINO, A. M. G. ; PEREIRA JR, N. ; ANTUNES, A. M. S. . Organizational Factors for Development of Sectoral Science, Technology and Innovation System: Venezuelan Experience in Biotechnology. International Journal of Managerial Studies and Research, v. 5, p. 1-12, 2017.

 

- Marcio Sacramento de Oliveira; SANTANA, M. F. E. ; MATTOS, IE ; LEON, A. P. . Hospital Admissions of Cardiovascular Diseases Associated to Air Pollution. International Journal of Research Studies in Biosciences, v. 5, p. 24-33, 2017.

Projeto(s) de pesquisa:
Gestão do conhecimento e prospecção científica para Vigilância em Saúde com ênfase na prevenção de arboviroses

No Brasil, em 2015, foi identificado três novos arbovírus: Chikungunya, West Nile e Zika; como também se enfrentou uma tríplice epidemia envolvendo Zika, Dengue e Chikungunya, onde o vírus Zika apresentou um comportamento, até então, não observado no mundo, acometendo a população pela maior tragédia de saúde pública desde a década de 1950, configurando-se como um dos grandes desafios para a saúde pública do país. Em 2018, foi registrada a transmissão autóctone do ZIKV em 21 unidades da federação, onde o total de pessoas afetadas, a velocidade de disseminação do vírus e a gravidade das manifestações - possivelmente associadas ao vírus (microcefalia e sequelas neurológicas) - foram particularmente impactantes. Na ausência de tratamento específico para tais doenças são importantes as ações de Vigilância em Saúde afim de direcionar métodos de controle e prevenção contra essas arboviroses. Muito se avançou e o trabalho de pesquisa resultou em importantes desenvolvimentos tecnológicos. Porém, ainda permanecem muitas perguntas não respondidas e estudos adicionais são necessários para um melhor conhecimento de questões importantes para prevenção, controle e tratamento dessas doenças.
Estas lacunas demandam investimento em PD&I. No cenário de crise econômica, afetando os investimentos em PD&I, definir prioridades de investimento e priorizar políticas realmente efetivas, se faz necessária a realização de estudos prospectivos direcionados a atender demandas específicas. É neste cenário que este projeto tem por objetivo desenvolver um modelo de gestão do conhecimento e das inovações científicas e tecnológicas da área de Vigilância em Saúde (VS) e Prospecção Científica (visão de futuro), para arboviroses e em especial atenção ao vírus Zika e doenças correlacionadas.
Para alcançar esses objetivos serão realizadas ações de mapeamento de tendências científicas e tecnológicas que abrangem a VS para arboviroses e para a problemática do vírus Zika e as doenças correlacionadas, elaboração de mapas das redes de relacionamentos, construção de indicadores que permitam analisar as correlações de diferentes variáveis de interesse, concepção de cenários possíveis e prováveis, que por fim subsidiarão a formulação de políticas públicas e o direcionamento financeiro de ações em médio e longo prazos no país no âmbito da saúde pública para o enfrentamento de epidemias e doenças emergentes.

MonitoraFioÉtica: tecnologia para gestão de pesquisas que envolvem seres humanos na Fiocruz

A Fiocruz para responder a sua missão institucional, se organiza em Unidades Técnico-Científicas, em diversos territórios nacionais, que respondem pelo ensino, pesquisa, produção e serviços em diferentes domínios de conhecimento vinculados à saúde, desenhando um cenário de grande complexidade para a gestão de pesquisa. No geral, a gestão de pesquisa é devotada a uma perspectiva quantitativa de acompanhamento e avaliação dos produtos das pesquisas, mais particularmente, daqueles relacionados à produção científica. Nesse sentido, é sempre um olhar retrospectivo, que é pouco informativo sobre o momento atual, ou seja, sobre as pesquisas que estão em curso, on time. De fato, o Portal do Observatório em Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde da Fiocruz foi avanço quando lançado em 2016, em resposta à necessidade de diagnosticar as atividades da instituição nos campos da pesquisa e do ensino. Já naquela época, o Observatório vocalizava o compromisso de ir além da análise quantitativa e se colocava no compromisso de buscar por metodologias que ampliassem o olhar sobre a diversidade das pesquisas, e seu alcance social. O que ainda não temos é a capacidade de monitorar isso e de induzir que aconteça de forma mais sistemática na instituição. O presente projeto se debruça sobre esse chamado de monitoramento da pesquisa, e propõe o desenvolvimento de uma metodologia, fundada no uso de webcrawlers para fazer a coleta de dados de pesquisas submetidas aos Comitês de Ética em Pesquisa (CEP) da Fiocruz. Trata-se de uma proposta que agrega diferentes CEP da instituição, e se volta ao monitoramento de dados descritivos das propostas de pesquisa com seres humanos aprovados na instituição, seja como proponente, seja como co-participante. A expectativa é que os resultados do projeto possam auxiliar na gestão da pesquisa institucional, se apresentando como uma inovação na perspectiva de poder acompanhar, on time, as pesquisas em curso na Fiocruz. Igualmente, pode-se colocar como um instrumento de gestão para os nove CEP institucionais e para o Fórum de CEP da Fiocruz, provendo uma fonte adicional para acompanhamento das pesquisas.

Voltar ao topoVoltar